30 de outubro de 2008

Risotto de Funghi Porcini

Com a promessa de seguir compartilhando com os amigos (Bruna e Douglas, Kátia e Iker, Roberta e Albert, e só faltou o Ítalo) as minhas experiências gastronômicas, sábado passado, preparei um cardápio inspirado nas últimas vivências das semanas anteriores.

De entrada, com o auxílio do Douglas, preparamos um prato de Raclette derretido na frigideira mesmo (queijo típico suiço que provei faz pouco em Genève e andei comentando semana passada) com acompanhamento de batatas cozidas, pepinos, torradinhas* e cebolinha em conserva.

Logo, baseada na receita que provei na outra semana na casa da italianíssima Silvia Gasparetto (ex-colega de trabalho do Ítalo e nossa amiga), preparei o Risotto de Funghi Porcini. Este tipo de cogumelo é altamente aromático, por isso o risotto não requer muitos ingredientes e é super saboroso.

Para 4 pessoas:

  • 200g de funghi porcini (usei o seco, seguindo a dica do dono da loja que comprei, hidratei os cogumelos com 1 litro de água fervente e sal e usei este mesmo caldo para a preparação do risotto)

  • 6 dentes de alho picados

  • sal e pimenta a gosto

  • Azeite de oliva

  • 1 taça de vinho branco

  • 8 punhados bem fartos de Arroz arbóreo (me pareceu diferente do arroz que na Espanha usam para paella e que chamam de arroz redondo)
Modo de preparar:
Fritar os dentes de alho no azeite de oliva. Escorrer bem o funghi e adicionar ao alho e ir mexendo até o alho ficar transparente. Derramar o vinho branco nesta mistura e seguir mexendo até evaporar o vinho. Colocar os punhados de arroz sem parar de mexer e ao mesmo tempo ir adicionando o caldo do funghi que deve estar fervendo numa panela . O segredo é não parar de mexer e na medida que for secando, ir colocando mais caldo.

A Silvia diz que não se deve colocar parmesão, que este queijo serve para comer puro e que dissimula muito o sabor do funghi, quem sou eu para duvidar?

*A torradinha aprendi com a minha grande amiga Lúcia Siebra: preparar um pratinho com ervas aromáticas secas (manjericão, alecrim, orégano,... eu usei este tempero italiano que tem tudo isso e mais um pouco que aparece na foto com o Riso) com azeite de oliva e sal. Untar as fatias dos pães com esta mistura e colocar no forno bem quente.
Cuidar para não queimar, serão poucos e intensos minutos, o resultado é uma torradinha com um saborzinho de ervas super crocante!

3 comentários:

Roberta disse...

Tudo estava uma delícia. A entrada com queijo, azeitona e vinho, o raclette divino, o risoto. Não vá embora, amiga! Não nos deixe! Roberta

Bruna Espinosa disse...

Nossa que legal esse teu bolg! A janta tava otema! Toda a frescurice tb! E quero lembrar aqui da sobremesa que tivemos tb...feita por que deixou o recadinho aí em cima (ou sera ai embaixo..)
Enfim... tudo maravilhoso!
Obrigada : )

clap clap clap
pra Camilita!!!!

Ps: a proxima eh aqui em casa!

Carla disse...

Risoto é tudo de bom...

(Eu leio teu blog sempre e fui orientanda da Roberta... o mundo tem pouco mais de 16 pessoas, só pode.)