8 de novembro de 2007

Pescado a la sal - Passo à passo

Essa maneira de preparar este peixe aprendi com a mulher da peixaria aqui de perto. O peixe que usei é uma Dorada, mas pode ser utilizado qualquer peixe branco.

O esquema é o seguinte: fazer uma "cama" de sal grosso (varia a quantidade conforme o tamanho do peixe, usei 1/2 kg para esta peça que era média), levemente umedecida. Pode colocar sem medo, não fica salgado.
Pode ver que fica coberto mesmo. Estes pontinhos pretos são grãos de pimenta. Levar ao forno pré aquecido, de 180ºC a 200ºC.
O peixe está pronto quando a camada de sal fica bem dura, quase uma pedra. Dependendo do tamanho do peixe, varia de 15 a 20 minutos. Fica mais branquinho o sal.
Agora é a parte mais delicada: quebrar a camada de sal e ir removendo todo o sal possível, tentando não danificar a pele. Daí é só retirar os filésinhos do peixe e servir. A espinha fica bem livre, depois de tirar o filé de um lado, é só tirar a espinha puxando delicadamente pela cauda.
Servi com cous cous (tipo farofa de sémola de trigo), mas o acompanhamento fica ao gosto do cheff. Vocês podem ver que não consegui retirar o filé inteiro, isso requer prática e habilidade, mas não desisto, desta vez já saiu melhor que da primeira vez que fiz.
Tem uma outra maneira de preparar, que já testei também, que aprendi com o meu culinarista favorito daqui: o Karlos Arguiñano. Deixo o atalho da receita dele para quem tiver curiosidade: ele faz os filés do peixe, individualmente, com o sal grosso, num envelope de papel alumínio.

4 comentários:

Anônimo disse...

muito bom, gostei, fácil de fazer e o gosto do sal sem ficar salgado é muito interessante na carne delicada de peixe

Letícia disse...

...estou passando para minha mãe!!!

Gastronomia e Cinema disse...

É isso aí, Letícia!

Anônimo disse...

Conhecia essa receita com Picanha e Maminha, com peixe ainda não , vou tentar essa. abraços
Tio Fernando