4 de fevereiro de 2009

Sal, sais, sel...


Os sais são mais uma bagagem que trouxe da Europa. Conheci faz pouco, não me lembro quem me levou para este mundo, se foi a Flavia, se foi a Anabel, se foi a Lúcia ou se foi num restaurante de Barcelona chamado Acontraluz. Bem, o fato é que cheguei numa loja muita delicada e rica em produtos selecionados, sobretudo azeites de oliva, vinagres e sal.

Esta loja se chama Olisal e fica no bairro de Gràcia, em Barcelona. Ali comecei a conhecer e a provar os sais, na sua maioria vindos da França e outros de Mallorca, da linha Flor de Sal. Provei no restaurante com azeite de oliva e o tipo de sal com azeitonas pretas: o garçon colocou no centro da mesa esta mistura e ao lado uma cesta de pães, simplesmente maravilhoso.

Na loja, pude provar vários. São tantas variações que é difícil de escolher, os que trouxe são de vinho, de baunilha, de limão e coentro, de azeitonas pretas e o de laranja com canela que ganhei de presente da Anabel. Além disso tem de shitake, de algas, hibisco, páprika, alho.... A minha dúvida de como usar foi esclarecida na loja: colocar na comida, salada, verdura depois de pronto, no momento de servir.

O fato é que estes sais, conforme me explicaram, são os mais puros e naturais. Realmente vale a pena provar, fazer uma degustação, sempre acompanhado de um bom azeite de oliva. Andei lendo na Revista Gula que em São Paulo estão servindo em um restaurante de couvert, em cima manteiga.

Quando será que isso chega no sul? Assim que souber aviso!

Um comentário:

ANABEL disse...

Hay minina, que tienes una salero!

Me he quedado sin zizerona gastronómica en Barcelona....